Encontro de 16 de agosto de 2014

Os membros (todos, diga-se de passagem) do Sempre um Livro reuniram-se no último sábado para a discussão da obra O processo, de Franz Kafka.

O encontro foi iniciado com a leitura, pela anfitriã Rita, de uma breve biografia de Kafka. A discussão girou em torno dos temas da burocracia, do peso e da densidade da obra kafkiana, e de O processo, em específico, versando também sobre reflexos biográficos de Kafka na obra, bem como um certo humor ácido presente na mesma, que por vezes beira o absurdo.

Também foram abordadas algumas questões formais, como a disposição dos capítulos e  fragmentação dos mesmos e certos momentos da história que, inclusive formalmente, conduziam a um demorar-se, a uma estagnação vivenciada pela personagem principal Josef K. em relação ao seu absurdo processo.

VOTAÇÃO

Após a discussão ocorreu a habitual votação para a obra do mês seguinte. As obras indicadas foram: A fúria do corpo, de João Gilberto Noll, Um artista da fome, de Franz Kafka, Como falar dos livros que não lemos, de Pierre Bayard, O avarento, de Molière, O quinze, de Rachel de Queiroz e textos a serem selecionados, em caso de escolha, de Eduardo Galeano. A obra escolhida, contudo, foi Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s