Arquivo do dia: 12 de julho de 2014

Apontamentos biográficos: William Shakespeare

Por Rogério Arantes

William Shakespeare é, sem dúvida, um dos maiores nomes da Literatura universal. Acolhido por muitos como o maior escritor de língua inglesa de todos os tempos, vários outros títulos, alcunhas e discussões em geral giram em torno de seu nome. Existindo, inclusive, uma hipótese da não-existência de Shakespeare.

A parte essas suposições, de acordo com as fontes que possuímos, William Shakespeare, filho de John Shakespeare e Mary Arden, nasceu a 23 de abril de 1564, em Stratford-upon-Avon. John Shakespeare era um comerciante de lãs que obteve uma significante guinada nos seus negócios após o nascimento de seu filho William, o que possibilitou a este o estudo na King Edward VI, um centro de excelência da época, onde William tomou gostou pela Literatura. A situação financeira de John, contudo, sofreu uma nova reviravolta, na qual a família Shakespeare quase foi a falência, o que provocou a saída de William da King Edward VI, aos 12 anos. Dali em diante William abandonou os estudos e passou a ajudar seu pai em várias atividades.

Em 1582, com 18 anos, William Shakespeare casou-se com Ann Hatthaway. O casal teve três filhos: Susanna, em 1582, e, em 1585, Hamnet e Judith. O único filho homem, Hamnet, morreu prematuramente, em 1596, o que provocou uma profunda tristeza em Shakespeare. Da data de seu casamento até o início da década de 1590 são encontradas poucas informações biográficas, estes são os chamados Anos perdidos. É a partir da década de 1590 que o nome de Shakespeare passou a ser mais falado, em virtude de suas peças, sonetos e poemas.

Registros biográficos começam a aparecer somente em 1592, quando da ida de Shakespeare a Londres. Ele chegou a capital completamente desconhecido, sem amigos, mas já em 1592 encenou a peça Harry the Sixth, provavelmente a primeira parte de Harry VI. No ano seguinte publicou o poema Vênus e Adonis, e em 1594 o poema O rapto de Lucrécia. O ano de 1594 foi também de grande importância para Shakespeare pois foi neste ano que ele se juntou à companhia teatral do Lorde de Chamberlain. Nessa época os dramaturgos eram também atores e viviam juntos, viajando, atuando e escrevendo.

Nesses primeiros anos em Londres foi crucial o contato de Shakespeare com o dramaturgo Christopher Marlowe, e também o destino que este tomou. Mesmo ainda desconhecido e jovem, ao chegar em Londres, encenar sua primeira peça e publicar seus primeiros poemas, Shakespeare já era tido como um dos grandes escritores da Inglaterra, no entanto, Marlowe, autor de A tragédia espanhola, era considerado, na época, o maior escritor inglês e uma rivalidade entre ambos nasceu. Contudo, em 1593, após envolver-se em um briga numa taverna, Marlowe faleceu. Tal acontecimento como que deixou aberto para Shakespeare o caminho que ele veio a seguir, qual seja, o de se transformar no maior escrito inglês de todos os tempos, inclusive daquele tempo, que foi marcado pela reforma teatral, ocorrida muito em virtude do apoio dado pela Rainha Elizabeth às companhias teatrais.

Nesse ambiente, os últimos anos da década de 1590 e os primeiros anos da década seguinte, foram os anos nos quais nasceram e foram encenadas as grandes peças de Shakespeare (segue, no fim do texto, a referência das peças de Shakespeare).

O apoio da Rainha Elizabeth foi fundamental, mas, apesar de ter existido, foi a morte da Rainha Elizabeth o que deu uma força ainda maior à companhia teatral de Shakespeare. Isso se deu pois, em 1603, quando o sucessor de Elizabeth, o Rei James, assumiu o trono, ele contratou permanentemente a companhia teatral de Shakespeare, a partir daí o sucesso foi ainda maior, e a companhia ficou conhecida como a King’s Men Company.

A partir de 1607, depois de inúmeras peças escritas e encenadas, o nome de Shakespeare parou de aparecer entre os atores e dramaturgos da King’s Men. Nesse momento ele voltou a viver em Stratford-upon-Avon, sua cidade natal e ainda escreveu mais algumas peças. Foi também na sua cidade natal, em 23 de abril (mesmo dia de seu nascimento) de 1616 que Shakespeare faleceu, aos 52 anos. Shakespeare escreveu ao todo 38 peças, 154 sonetos e vários outros poemas. Segue abaixo um link com a relação cronológica de encenação e publicação de suas peças:

http://www.shakespeare-online.com/keydates/playchron.html

Como aludido no título, este texto configura-se como uma reunião de apontamentos biográficos de William Shakespeare. A controversa história de um dos maiores escritores de todos os tempos possui infinitas outras nuances e dados biográficos, os quais não dispomos de fontes, nem tempo de explorar aqui. Uma interessante dica, contudo, para aprofundar um pouco mais o conhecimento biográfico de Shakespeare é a série de vídeos da BBC intitulada In Search of Shakespeare, disponível no YouTube.

Além da consulta ao Shakespeare Online, as informações contidas neste texto foram retiradas justamente dessa série de vídeos.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Sem categoria