Biografia de Arthur Schnitzler

imagearthurPor Isabella Brandão

Arthur Schnitzler nasceu em Viena no dia 15 de Maio de 1862, e morreu também em Viena no dia 31 de Outubro de 1931. Trabalhou como médico e escritor, filho de Johann Schnitzler que também era médico e foi diretor do hospital “Allgemeine Poliklinik”.. Arthur cresceu em um ambiente onde se cultivava a poesia, literatura e a pintura, em sua casa eram frequentemente recebidos personagens importantes da cidade, sua carreira literária começa aos dezoito anos com a publicação de “A canção de amor da bailarina”.

Em 1885 forma-se em medicina pela Universidade de Viena, Participa no trabalho da revista clínica “Allgemeine Klinische Rundschau” e começou cedo a se interessar pela psicologia. Trabalhou como médico de 2.ª classe com o psiquiatra Dr. Theodor Meynert fazia experiências com a hipnose e a sugestão como técnicas terapêuticas. Também foi assistente e médico de 2.ª classe no Hospital “Wiener Allgemeines Krankenhaus” e, mais tarde, se tornou assistente do seu pai no hospital “Poliklinik”.No ano de 1893, Arthur Schinitzler abriu uma clínica privada, a qual cada vez ia se dedicando menos por causa de sua crescente vida literária.

O autor de breve romance de sonho, livro do mês do grupo de leitura Sempre um Livro, é frequentemente comparado a Sigmund Freud, além do sua atração pela psicologia, Schinitzler utiliza em seus romances e novelas a técnica conhecida como “fluxo de consciência”, onde mostra de maneira drástica o subconsciente de seus protagoistas.

“Em consequência da sua representação intransigente do pensamento, foi inúmeras vezes criticado. O seu ciclo “Der Reigen” provocou um grande escândalo e foi censurado como pornografia. Segundo o Dicionário Oxford o enquanto o monólogo interior é uma fala interiorizada, o fluxo de consciência procura a mistura desta fala com impressões, percepções, não respeitando muitas vezes as regras gramaticais. O fluxo de consciência freqüentemente não utiliza pontos e vírgulas por largos períodos, inclusive obras inteiras, tentando representar na forma escrita o fluxo de pensamentos inconscientes e desorganizados de nossa mente ” ( Wikipédia, a enciclopédia livre)

Anatol (1893) e Ronda (1897) são as peças pelo qual Schinitzler ficou conhecido, seus temas que retratam a atmosfera erótica e melancólica de Viena no final do século, e causaram escândalo quando foram encenadas. Com seu trabalho como psicólogo e escritor, Arthur antecipou ideias de Freud, o que torna, ainda que não seja tão conhecido, importante tanto dentro da psicologia como das artes literárias.

Obras:

Português

  • SENHORITA ELSE (1985). Paz e Terra
  • CONTOS DE AMOR E MORTE (1987). Cia das Letras.
  • RETORNO DE CASANOVA (1988). Cia das Letras.
  • RETORNO DE AMOR E MORTE (1999). Cia das Letras.
  • BREVE ROMANCE DE SONHO (2000). Cia das Letras.
  • O CAMINHO PARA A LIBERDADE (2011). Record.
  • A RONDA. Relógio D’Água
  • HISTÓRIA DE UM SONHO. Ed. Ficções.
  • RELAÇÕES E SOLIDÃO. Relógio D’Água
  • A MENINA ElSE. Cotovia
  • CACATUA VERDE. Bicho do Mato.
  • SENHORA BEATE E SEU FILHO. L&PM.

Alemão

  • 1892 Anatol
  • 1894 Das Märchen
  • 1895 Liebelei
  • 1895 Sterben
  • 1898 Freiwild
  • 1898 Die Frau des Weisen
  • 1899 Der Sohn
  • 1899 Das Vermächtnis
  • 1899 Der grüne Kakadu
  • 1899 Paracelsus
  • 1899 Die Gefährtin
  • 1901 Der Schleier der Beatrice
  • 1901 Frau Berta Garlan
  • 1901 Lieutnant Gustl
  • 1902 Lebendige Stunden
  • 1903 Reigen
  • 1904 Der einsame Weg
  • 1905 Die griechische Tänzerin
  • 1906 Zwischenspiel
  • 1906 Der Ruf des Lebens
  • 1906 Marionetten
  • 1907 Dämmereelen
  • 1908 Der Weg ins Freie
  • 1909 Komtesse Mizzi oder Der Familientag
  • 1909 Der tapfere Kassian
  • 1910 Der junge Medardus
  • 1910 Der Schleier der Pierrette
  • 1911 Das weite Land
  • 1912 Masken und Wunder
  • 1912 Professor Bernhardi
  • 1913 Frau Beate und ihr Sohn
  • 1915 Komödie der Worte
  • 1917 Doktor Gräsler, Badearzt
  • 1917 Ich
  • 1917 Fink und Fliederbusch
  • 1918 Casanovas Heimfahrt
  • 1919 Die Schwestern oder Casanova in Spa
  • 1924 Fräulein Else
  • 1924 Die dreifache Warnung
  • 1924 Komödie der Verführung
  • 1925 Die Frau des Richters
  • 1926 Die Traumnovelle
  • 1926 Der Gang zum Weiher
  • 1927 Spiel im Morgengrauen
  • 1928 Therese. Chronik eines Frauenlebens
  • 1930 Im Spiel der Sommerlüfte
  • 1931 Flucht in die Finsternis
  • 1939 Über Krieg und Frieden
  • 1966 Das Wort
  • 1968 Jugend in Wien
  • 1970 Zug der Schatten

Referências:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Arthur_Schnitzler

http://educacao.uol.com.br/biografias/arthur-schnitzler.jhtm

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s