Encontro de 5 de outubro de 2013

O encontro do Sempre um Livro que tratou do texto O caso dos exploradores de cavernas foi bastante rico. Cada um dos membros teve a oportunidade de expressar sua opinião, formulando de improviso um voto para o caso julgado no livro. Entre nós, a sentença condenatória foi reformada, e os réus inocentados. Além disso, foi discutida o papel da retórica nas falas dos juízes, bem como o caráter literário do livro de Lon Fuller.

 


VOTAÇÃO

Para a próxima leitura, foram indicados os seguintes livros: O lobo da estepe (Hermann Hesse), A morte de Ivan Illitch (Liev Tolstói), Crônica de uma morte anunciada (Gabriel García Márquez), A literatura em perigo (Tzvetan Todorov), Recordações da casa dos mortos (Fiódor Dostoiévski), Como falar dos livros que não lemos? (Pierre Bayard) e o ganhador na votação, O estrangeiro (Albert Camus).

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s